PolíticaNotícias

RETOMADO JULGAMENTO ONDE BOLSONARO PODE SE TORNAR INELEGÍVEL

Na noite desta terça-feira (27), o plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) iniciou novamente o julgamento que pode resultar na inelegibilidade do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

Em questão está a análise de uma ação que investiga se Bolsonaro cometeu abuso de poder político e fez uso indevido dos meios de comunicação públicos durante um evento realizado em julho de 2022, no Palácio da Alvorada, no qual ele criticou o sistema eleitoral e a segurança das urnas eletrônicas.

O julgamento teve início na última quinta-feira (22), quando o ministro Benedito Gonçalves, relator do caso, apresentou seu relatório, que resume todas as etapas do processo. Em seguida, os advogados Tarcísio Vieira, defensor de Bolsonaro e Walter Braga Netto (também investigado), e Walber Agra, representante do PDT (partido que ingressou com a ação), fizeram suas sustentações orais.

Durante a sessão de quinta-feira, o Ministério Público Eleitoral (MPE) também se manifestou, solicitando a condenação de Jair Bolsonaro a oito anos de inelegibilidade, bem como a absolvição de Walter Braga Netto.

Agora, o julgamento será retomado com o voto de Benedito Gonçalves, seguido pelos ministros Raul Araújo, Floriano de Azevedo Marques, André Ramos Tavares, Cármen Lúcia, Nunes Marques e, por fim, o presidente do tribunal, Alexandre de Moraes.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo